Mercado imobiliário e o sistema de medição individualizada

09 de setembro de 2019

Cada vez mais recomendado por contribuir com as contas no final do mês e com a sustentabilidade, os sistemas de medição individualizados de consumo também estão em alta no mercado imobiliário, a tal ponto que, em 2016, foi promulgada a Lei Federal 13.312/16, a qual torna obrigatória a instalação de medidores individualizados em todos os novos empreendimentos entregues a partir de 2021.

Essa lei foi criada com 2 objetivos em mente: diminuir o desperdício de recursos hídricos e também tornar a conta justa para todos os moradores de um mesmo condomínio, evitando que um morador que consuma pouco pague o mesmo de quem gasta mais água.

Enquanto 2021 e os novos empreendimentos equipados com medição individualizados não chegam, o mercado imobiliário assiste um processo de valorização dos imóveis dotados desse sistema: Segundo dados do SECOVI/SP, um apartamento ou casa pode valer entre 8% a 15% a mais em relação a outro imóvel similar sem o sistema.

Essa valorização decorre tanto do apelo de sustentabilidade, onde o incentivo à economia de água contribui com a preservação da natureza, quando do impacto que a adoção do sistema de medição individualizada provoca no bolso, reduzindo o valor do condomínio e as despesas gerais. 

Interessado em saber mais sobre o sistema de medição individualizada de água e os seus impactos na conta do mês e na valorização do imóvel? Fale com a Conta Justa, acesse  www.contajusta.com.br

Voltar para as Notícias

is_front_page:

front_page:

Site description: Medição Individualizada de Água e Individualização de Gás